Notícia Ásia


21
jul 2017
Tajiquistão

Quatro parentes próximos do ex-comandante do OMON (Unidade Móvel de Operações Especiais) no Tajiquistão, Gulmurod Khalimov, foram mortos no sul do país após tentativas de oferecer resistência à polícia, informou o Ministério do Interior do Tajiquistão à Sputnik. Em 2015, Gulmurod Khalimov se juntou à organização terrorista Daesh (proibida na Rússia) e era considerado o “ministro de guerra” do grupo. De acordo com um representante do ministério, foram assassinados dois irmãos e dois sobrinhos após confronto com a polícia. Um dos policiais sofreu ferimentos de faca

Fonte: Sputnik News